Imagem 1
Imagem 2
Imagem 3
Imagem 4
1 2 3 4
Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Google-Translate-Portuguese to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese

Rating: 2.9/5 (5068 votos)




ONLINE
1









Odú de Ogun e Oxum

Odú de Ogun e Oxum

 

Cabeça: Odú 2

Èjìoko

PRINCIPAL

 

Filha de Santo de Ogum e Oxum

Pé direito

Odú 4

Irósùn

 

Pé esquerdo

Odú 4

Irósùn

 

Mão esquerda Odú 9

= Ossá

Mão esquerda Odú 11

= Owonrin.

 

Coração: Odú 8

Èjì-onìlé.

 

Odús

 

Quando um recém-nascido respira pela primeira vez, todas as energias do universo material e imaterial se ligam ao seu corpo. Formando-se, nesse instante, um padrão de energias divinas, astrais e numerológicas que é único para cada indivíduo. Então, a pessoa tem traçado seu Odú – termo que, no candomblé, significa “caminhos” ou “destino”.

 

PRINCIPAL Sua cabeça e regida pelo 2º Odú = Èjìoko

 

Regente: Ogun com influência dos Ibejis e de Obatalá.

 

Fecundação: Èjìoko foi gerado da união do Odú-Oxé com Odú-Èjìonìlé; diz-se que gerado sem pecado.

 

Sexo: Feminino

 

Cor: Vermelho e preto (em todas as nuances).

 

Metal: Ferro e prata.

 

Regência corpórea: Pênis, testículos, duração de ereção, estômago (ulcera).

 

Doenças: Gastrite, estomatite, impotência sexual, inchaço, doença venérea. Todas as doenças estomacais.

 

Quizila: Cor roxa, miúdos de porco e boi, pimenta de qualquer espécie, ficar perto de pessoas doentes, carne de porco.

 

Símbolo gráfico: Útero com feto ou um búzio.

 

Personalidade: È um Odú de vitória, pertence ao Orixá Ogun, as pessoas deste Odú possuem um bom ori (cabeça). Èjìoko e Ogun são os donos dos metais negros, ou seja, tudo que é metal. Èjìoko é considerado um Odú perigoso.

Os filhos de Èjìoko são mentirosos, fáceis em tudo, não se deve Ter confiança nestas pessoas, são hipócritas, falsos, traiçoeiros e levianos.

Revelam grande combatividade mas não sabem conviver com a derrota. Apesar de volúveis no amor, se mostram muito ciumentas. Devem controlar a obstinação e Ter cuidado.

 

Síntese do Odú: “Em boca calada não entra mosca”.

 

(Coração) 8º Odú = Èjì-onìlé.

 

Regente: Oxaguiã com influência de Xangô, Oxúm e Oxóssi.

 

Fecundação: Ixele levou ao alto de uma montanha, um quadrúpede e o ofereceu em holocausto, surgindo então Ejì-onìlé que gerou Kinaman.

 

Sexo: Masculino.

 

Elemento: Água.

 

Cor: Branco.

 

Metal: Chumbo.

 

Regência corpórea: Sistema respiratório, coluna vertebral, artéria (sem o sangue).

 

Doenças: Cólicas (gerais).

 

Quizila: Carne seca, maxixe, taioba, inhame.

 

Símbolo gráfico: Um círculo vazio.

 

Personalidade: Os filhos deste Odú são trabalhadores e tem o Dom de viajante, gostam de trabalhar com papéis, são decididos, são valentes, são arrojados, não temem nada, se possível matam facilmente; são calados e não acham graça em nada e conversam pouco, tem estrutura larga, os pés geralmente espalhados, são econômicos, dedicadas e honestas, recebem forte proteção espiritual e levam a vida quase sem sofrimentos.

Mas estão sujeitas a acidentes e a doenças graves.

Amam com intensidade e têm amizades sinceras. Quando são repudiadas ou sofrem alguma traição, podem se tornar vingativas.

Devem evitar o consumo de álcool e de carne vermelha e se vestir de branco nas sextas-feiras, dia de Oxaguiã.

 

(Mão esquerda) 9º Odú = Ossá

 

Regente: Iemanjá com influencia de Xangô, Ossanha, Oxóssi e Iansã.

 

Fecundação: Foi fecundado através da união da papola vermelha com pano vermelho. Este Odú gerou Iansã.

Ossá representa os feiticeiros, a noite e também o fogo.

 

Sexo: Feminino.

 

Elemento: Terra.

 

Cor: Vermelho, branco e azul

 

Metal: Prata e cobre.

 

Regência corpórea: Todos os órgãos, principalmente as vísceras, olhos, as fossas nasais, os lábios, as coxas, as pernas e os pés, genitália feminina.

 

Doenças: Paralisia, estrabismo, alguns tipos de câncer.

 

Quizila: Visitar ou estar com mulher grávida, velhos.

 

Símbolo gráfico: Lua minguante com um rosto saindo dela.

 

Personalidade: Pessoas com este Odú são lideres nadas, mas seu autoritarismo lhes cria sérios problemas, inclusive conjugais. O instinto protetor e a religiosidade também as caracterizam. São brincalhões, presepeiros, descarados e rancorosos.

Ofendem, maltratam e voltam descaradamente.

Os filhos de Ossá não devem visitar mulher que teve filho a pouco tempo ( após o parto), porque esta carrega consigo Ossá. Não deve Ter amizade, nem abrigar velhos, nem conversar com estas pessoas.

Os filhos de Ossá precisam ter cuidado com as pernas geralmente morrem sem elas. São mesquinhos, dão um para tirar dez.

 

 Síntese do Odú: “Quem espera sempre alcança”.

 

(Mão Direita) 11º Odú = Owonrin.

 

Regente: Iansã com influência de Exú, Ossanha e Egun.

 

Fecundação: Fala a história que Exú foi parido deste Odú, o seu aparecimento veio de um pano preto, vermelho e branco, água, mel e cachaça, em uma encruzilhada de quadro pernas.

 

Sexo: Feminino.

 

Elemento: fogo.

 

Cor: Todas as cores sempre em números de seis.

 

Metal: Ferro e cobre.

 

Regência corpórea: Mãos, pés, articulações.

 

Doenças: Cólicas menstruais, leucemia, envenenamento (causado por morte).

 

Quizila: Roupa em tecido xadrez, peixe “vermelho”, escada de madeira.

 

Símbolo gráfico: Três triângulos superpostos

 

Personalidade: Os filhos que pertence a este Odú são de instintos perversos, são inteligentes, são malvados, riem da infelicidade dos outros, quando gostam de alguém ajudam, quando não gostam, fazem de tudo para ver derrotados; são ótimos jogadores de búzios, são especiais para fazerem ebó e sempre recebem posto na casa de Exú. Têm a imaginação fértil, boa saúde e vida longa, mas as más influência e a falda de fé as levam a enfrentar dificuldades materiais e a só alcançam o sucesso depois de grandes sacrifícios. São muito volúveis no amor.

As mulheres geralmente fracassam no primeiro casamento, mas acabam encontrando a felicidade.

 

Síntese do Odú: “Devagar se vai longe”.

 

(Os pés) 4º Odú = Irósùn

 

Regente: Oxóssi com influência de Xangô, Iemanjá, Iansã e Egum,

 

Fecundação: Olorun chamou mais uma vez Ixelé e mandou que raspasse ósùn.(uma espécie de madeira avermelhada) e a colocasse num brejo, deste acontecido foi gerado Irósùn sem pecado.

De Irósùn surgiu Nanã Ibain, representada com sete braços. Primeira ayaba (mulher) do mundo.

 

Sexo: Feminino.

 

Elemento: Fogo. 

 

Cor: Vermelho (em todas as nuances).

 

Metal: Cobre e prata.

 

Regência corpórea: Olhos, artérias (sistema circulatório), vesícula, parte dos intestinos, costas.

 

Doenças: pele, equizemas, anemia, leucemia, fraturas superiores (aproximadamente até os 36 anos).

 

Quizila: Pé na lama ou poça d’água, água de lavagem de estabelecimento, sentar, imediatamente após outra pessoa levantar do lugar, romã, usar roupas que já foram usadas pôr outra pessoa.

 

Símbolo Gráfico: Forma espiralada.

 

Personalidade: Pessoas com esse Odú são generosas, sinceras, sensíveis, intuitivas e místicas. Têm grande habilidade manual e podem alcançar sucesso na área de vendas. Entre os aspectos negativos estão a tendência a sofrer traições amorosas e a propensão a acidentes. Muitas vezes são vítimas de calunias e da perseguição dos seus inimigos. Também precisam cuidar da alimentação.